Com o objetivo de ofertar aos profissionais de saúde e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), informações sobre as vacinas e demais imunobiológicos especiais disponíveis nos Centros de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio das Diretorias Estratégica de Gestão de Pessoas e Processos da Saúde (DEGPS), Diretoria de Atenção Primária a Saúde (DAPS) e Diretoria de Vigilância a Saúde (Dvis), iniciou nesta sexta-feira (10), o curso de qualificação do Acesso a Imunobiológicos Especiais na Atenção Básica, através do projeto HUBCRIE. A iniciativa aconteceu na Escola de Saúde Pública de Salvador (ESPS), no Comércio, e beneficia mais de 100 profissionais da saúde municipal.

A vice-prefeita e titular da SMS, Ana Paula Matos, deu início aos trabalhos, exaltando a importância do SUS e da estratégia permanente de qualificação dos profissionais, para fazer chegar os imunizantes de forma equânime para toda a população, em cada comunidade da capital baiana, especialmente as mais afastadas do centro urbano.

“A proposta dessa qualificação é aumentar o conhecimento da população e profissionais de saúde sobre os CRIE e fazer com que mais pessoas tenham acesso ao serviço de imunização, derrubando as barreiras geográficas, sociais e a desinformação. Esse é mais um passo importante para o fortalecimento das nossas bases estruturantes, e a imunização de todos, é uma delas. Qualificamos hoje prospectando o futuro, para colhermos resultados de excelência, e para que o SUS municipal siga avançando e contemplando a cada pessoa que tanto precisa desse cuidado”, declarou a gestora.

Estiveram presentes, ainda, o Assessor Técnico do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems) Alessandro Aldrin; a Superintendente de Vigilância e Proteção da Saúde (SESAB), Rivia Mary de Barros; a representante do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (COSEMS-BAHIA), Maria Luiza Campelo; a representante da Gerência de Assuntos Governamentais, Mônica Aragão; o Presidente do IPADS- Instituto de Pesquisa e Apoio ao Desenvolvimento Social e coordenador geral do Hubcrie, Thiago Lavras Trapé; além de Vânia Rebouças, coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Doiane Lemos de Souza, Coordenadora de Imunização de Salvador.

O curso é parte do projeto HUBCRIE, que foi desenvolvido para ofertar a profissionais de saúde e usuários do SUS informações sobre as vacinas e demais imunobiológicos especiais disponíveis nos CRIE, que é um serviço do SUS dedicado à imunização gratuita de pessoas que apresentam mais risco de desenvolver formas graves de algumas doenças infecciosas.

No momento de abertura do curso, os participantes assistiram a palestra de Thiago Lavras Trapé, atual coordenador de projetos de impacto social pelo IPADS – instituto de pesquisa e apoio ao desenvolvimento social., do HubCRIE Conforme Thiago Lavras Trapé, por meio do curso, os profissionais são qualificados para fortalecer a estratégia de imunização. “São preparados também para atender pacientes que vivem com doenças crônicas, doenças que afetam o sistema imunológico ou que fazem uso de medicações que diminuem a imunidade, bem como aqueles que moram ou têm contato próximo com esses grupos”.

O primeiro módulo do curso já foi iniciado com a médica Rafaela Borges (Ufba), atual representante da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIM) – Regional Bahia. A mesma trouxe o contexto histórico da vacinação no Brasil, bem como o papel estratégico dos Centros de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE) como parte integrante da Política Nacional de Imunização (PNI), e a importância destes centros para usuários que precisam de imunizantes específicos em razão de doenças, condição de saúde ou exposições a risco específicos. Por fim, a apresentou a importância do acompanhamento das coberturas vacinais e quais são as fontes de informações disponíveis para este cálculo.

O curso terá seguimento em polos distritais nos dias 17 e 21 de maio, e 06 de junho, acrescido de um encontro conjunto para finalização.