Saúde: Posto da Prefeitura registra menor número de atendimentos dos últimos anos

Mesmo com o grande público que lotou a Arena Daniela Mercury na noite de ontem, o módulo assistencial à saúde montado exclusivamente para festa registrou o menor número de atendimentos em relação às noites da virada dos últimos quatro anos.

No total, foram 170 atendimentos contabilizados. As ocorrências de natureza clínica seguiram como a principal causa das admissões no posto com 147 casos, seguido procedimentos cirúrgicos (13) e dos traumas ortopédicos (10). Apenas três pacientes necessitaram de transferência para unidades de saúde de retaguarda, fato que confirma a resolutividade da estrutura montada exclusivamente para a Virada Salvador.

“Tivemos uma grande festa de Réveillon onde tudo transcorreu normalmente. O grande destaque positivo no setor da saúde na noite da virada foi que não tivemos intercorrências de maior gravidade e cerca de 98% dos atendimentos registrados foram resolvidos no próprio módulo montado para a festa”, avaliou Leo Prates, secretário municipal da Saúde.

Balanço consolidado – Nos quatro dias de festa, a unidade de saúde acumulou um total de 543 atendimentos. Este ano, o módulo assistencial não registrou nenhum caso de cirurgias bucomaxilofaciais – traumas ocasionados majoritariamente por agressões físicas.

“Esse é um evento já consolidado na cidade e a cada ano tem sido marcado pela diversidade e tranquilidade. Apesar do grande volume de pessoas que passou até o momento na Arena Daniela Mercury, a paz se manteve a todo tempo”, comemorou Prates.

Nesta terça-feira (1º), o módulo de assistência à saúde instalado no Festival Virada Salvador volta a operar a partir das 15 horas no último dia de shows do melhor Réveillon do Brasil.