Na capital baiana, apenas 11% compareceram aos postos ao longo do ano. Quem não atender a essa condicionalidade poderá ter o benefício bloqueado em 2023

Para garantir que os beneficiários do Programa Auxílio Brasil (antigo Bolsa Família) possam realizar o acompanhamento exigido pelo Governo Federal, a Secretaria Municipal da Saúde de Salvador realiza neste sábado (24), das 08h às 16h, um mutirão para o serviço em 59 postos de saúde.

Em Salvador, estão aptos mais de 281 mil indivíduos para realizar o acompanhamento, desse total, apenas 11% compareceu aos postos ao longo do ano. Quem não atender a essa condicionalidade do Auxílio Brasil poderá ter o benefício bloqueado em 2023.

De acordo com o coordenador da Atenção Primária da SMS, Abdon Brito, a estratégia tem o objetivo de verificar se as famílias assistidas pelo programa estão acessando os serviços de saúde, conforme prevê o Governo Federal. “Para a manutenção do benefício é necessária a avaliação do estado nutricional das mulheres e crianças, também, que as crianças estejam vacinadas e que as mulheres grávidas estejam fazendo o acompanhamento pré-natal. Desde do início do ano todos os postos da rede básica da cidade estão realizando o acompanhamento de saúde. O mutirão desse sábado é mais uma oportunidade para ter acesso ao serviço e evitar possíveis transtornos por deixar para última hora”, afirmou.

As crianças menores de sete anos, mulheres em idade fértil (14 a 44 anos) e gestantes de qualquer idade devem comparecer ao posto de saúde mais próximo e não é necessário agendar o serviço, o prazo final para realizar o acompanhamento é o dia 31 de dezembro.

Os beneficiários devem levar o cartão do Bolsa Família onde consta o Número de Identificação Social (NIS), a caderneta de vacinação das crianças e a caderneta do pré-natal das gestantes.

Outras mobilizações aos sábados acontecerão até o mês de dezembro, o acompanhamento é serviço de rotina ofertado em todos os postos de saúde da capital baiana, de segunda à sexta-feira, das 08h às 16h, exceto feriados.