Nova unidade de saúde em Itapuã vai beneficiar 14 mil pessoas

Uma reivindicação antiga dos moradores começa a se transformar em realidade no KM 17, em Itapuã, com a construção da Unidade de Saúde da Família (USF) do bairro pela Prefeitura. A ordem de serviço para a construção da estrutura foi assinada nesta terça-feira (2) pelo prefeito ACM Neto, na Rua Edmundo Spínola, s/n, acompanhado do vice-prefeito Bruno Reis, do secretário de Saúde, Luiz Galvão, e demais autoridades. A medida vai possibilitar o acesso à atenção básica de saúde por cerca de 14 mil pessoas da localidade.

O prefeito lembrou que, em 2012, a cobertura da atenção básica de saúde em Salvador era de 18% da população, a pior dentre as capitais do país. Em Itapuã o número era ainda menor, de apenas 15%.

“A Prefeitura fez um grande esforço nos últimos cinco anos e, em 2018, o Distrito Sanitário Itapuã já possui cobertura de 44%. Com os investimentos feitos na USF Vila Verde, já construída, e São Cristóvão, Ceasa I e II, Coração de Maria e Jardim Campo Verde, estas em construção, serão 20 novas equipes de Saúde da Família na região nesse período de 2018/2019, e a cobertura chegará a 76% da população neste distrito. A cidade também acompanhará esse ritmo, saindo de 18% para mais de 60% de cobertura da atenção básica”, elencou ACM Neto.

Expectativa – Com investimento de quase R$1 milhão e prazo de construção estimado em oito meses, a USF KM 17 vai permitir que moradores, a exemplo da aposentada Ilevania Souza, de 61 anos, possam ter atendimento especializado em saúde mais próximo de casa. “Isso é muito importante pra gente, pois quem mora aqui tem dificuldades para conseguir atendimento. A gente tem que ir até o posto de Itapuã e muitas vezes não consegue ficha para consulta. Há muito tempo pedíamos esse posto e, graças a Deus, está chegando”, afirmou, esperançosa.

A comerciante Bárbara Batista, de 43 anos, reafirmou que os moradores atualmente precisam ir até o 7º Centro de Saúde, na Avenida Dorival Caymmi, para conseguir atendimento. “Não tínhamos suporte aqui. O 7º Centro é muito cheio e longe, aqui tem muitas crianças e mulheres gestantes que têm dificuldade para ir para lá andando, sem dinheiro de transporte. Com essa unidade de saúde, vamos ter vários atendimentos aqui mesmo e podemos ficar tranquilos. Por outro lado, também tenho pensado que vai facilitar bastante a minha vida, com a chegada de mais clientes na região”, contou, sorridente.

Estrutura – Serão impactadas com a unidade de saúde aproximadamente 14 mil pessoas de todas as idades. O local terá capacidade para atender 650 cidadãos por dia e terá como objetivo a atenção primária através dos programas de hipertensão, diabetes, controle da tuberculose, hanseníase e doença falciforme e saúde bucal.

Além destes atendimentos, a população poderá realizar curativos, coleta de material para exames laboratoriais, vacinação, marcação de consulta para outras especialidades e farmácia. A equipe multidisciplinar responsável pelo posto do KM 17 será composta por cirurgiões-dentistas, auxiliares de saúde bucal, enfermeiras, médicos generalistas, técnicos de enfermagem, agentes comunitários de saúde, assistentes administrativos e profissionais de higienização.