Projeto contabilizou seis diagnósticos positivos para sífilis na Arena Fonte Nova

campanha_hepatites_viraisDurante o jogo entre Bahia e Vitória, na Arena Fonte Nova, neste domingo (22/07), a iniciativa “A Torcida Protegida das IST/HIV/AIDS e Hepatites Virais”, que realizou testes rápidos para detecção do HIV, sífilis e hepatites de forma gratuita, diagnosticou seis torcedores com sífilis e um torcedor reagente para Hepatite C.

A iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) faz parte da programação do ‘Julho Amarelo’ mês de combate às hepatites virais para promover o diagnóstico precoce e a quebra da cadeia de transmissão das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

Além dos testes, mais de 7,5 mil preservativos e materiais educativos sobre sexo protegido foram distribuídos. Não houve ocorrências de HIV e demais patologias durante a estratégia.

Os usuários com sorologia positiva foram orientados a comparecer em uma das unidades municipais de Serviços de Atendimento Especializado (SAE) na segunda-feira (23) para iniciar o tratamento, onde receberão todo o suporte necessário para o tratamento, inclusive com a dispensação dos medicamentos retrovirais totalmente gratuitos.

Para o enfrentamento das doenças, a secretaria oferece testes rápido para detecção de HIV, Sífilis, Hepatites B e C durante o ano inteiro, através do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) Marymar Novais, no Dendezeiros, do Serviço Municipal de Assistência Especializada (SEMAE), na Liberdade e o Serviço de Atendimento Especializado (SAE) São Francisco, no bairro de Nazaré e em todas unidades básicas de saúde da capital baiana.