Novo Dia D disponibilizará mais de 100 pontos de vacinação contra a gripe neste sábado (26)

Novo Dia D disponibilizará mais de 100 pontos de vacinação contra a gripe neste sábado (26)

Locais com grande circulação de pessoas como escolas, creches, igrejas, estações de transbordo, supermercados e shoppings centers, além das Prefeituras-Bairro farão parte da estratégia que visa ampliar a cobertura da vacina na capital baiana

Acontece amanhã (26) mais um Dia D de vacinação contra gripe em Salvador. Mais de 100 pontos de imunização serão disponibilizados pela Prefeitura das 8 às 17 horas entre escolas, creches, igrejas, estações de transbordo, supermercados e shoppings centers, além das unidades de saúde tradicionais. Durante a mobilização, as Prefeituras-Bairro também ofertarão a vacinação.

Esses são os últimos dias para se proteger contra a doença que somente esse ano já foi causou 11 óbitos na capital baiana. “Estamos tendo aumento dos casos de H1N1, que subiu de 63 para 79 casos em um curto intervalo de tempo, o que é preocupante. A imunização é a melhor forma de evitar a doença que pode evoluir para complicações graves ou até mesmo a morte. Nos últimos dias, a influenza B também registrou alta nas notificações. Estávamos com 02 casos e já avançamos para 11. O inverno se aproxima e é importante que as pessoas não deixem para a última hora, levando ainda em consideração que o Ministério da Saúde não irá prorrogar a campanha que tem previsão de término ”, alerta a subcoordenadora de Doenças Imunopreveníveis, Doiane Lemos.

Desde o início da estratégia em 23 de abril, somente 64% das 541 mil pessoas que compõe o público alvo já estão protegidas contra o vírus. A meta da Secretaria Municipal da Saúde é vacinar pelo menos 90% da população elegível. A campanha segue no município até 30 de maio.

População alvo – Deverão procurar os pontos de vacinação idosos (a partir de 60 anos), crianças (de 6 meses a menores de 5 anos: 4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (mulheres que ganharam bebê nos últimos 45 dias), trabalhadores de saúde do serviço público e privado, professores e portadores de doenças crônicas (com relatório médico comprovando a patologia).

Acesse a lista de postos